CNJ lança Manual de Redes Sociais do Poder Judiciário

06/03/2013 12h47 - Atualizado em 06/03/13 12h47

manual-cnj

Com a quebra de barreiras físicas que a Internet proporcionou, tornou-se mais fácil e rápida a disseminação de notícias, opiniões e campanhas ao redor do mundo. No meio virtual, as pessoas se tornam comunicadores e formadores de opinião e o que é divulgado pelo órgão/empresa pode ser contestado ou apoiado de acordo com a individualidade de cada pessoa.

No caso das instituições, abre-se espaço para o cidadão dar sua opinião e participar utilizando as mídias sociais, não apenas como instrumento de publicidade, mas principalmente como forma de aproximação a seu público-alvo.

Nesse contexto, este Manual visa mostrar como o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vem trabalhando nas mídias sociais e como essa experiência pode servir de modelo à gestão de outros canais digitais do Judiciário.

Serão apresentadas as estratégias utilizadas, as regras de manuseio, os métodos de prevenção e fluxo de publicações diárias, além de técnicas para atrair o interesse do público pelas mensagens publicadas, inclusive nos fins de semana, e práticas necessárias à gestão e segurança das redes sociais.

A partir da relação virtual do CNJ com o cidadão, da análise dos resultados e das metas estabelecidas e alcançadas pelo órgão, é possível construir uma identidade digital sólida, coerente e que efetivamente potencialize o alcance das iniciativas conduzidas pelo Poder Judiciário brasileiro.

 

http://www.cnj.jus.br/images/eventos/encontro_nacional_de_comunicacao_do_poder_judiciario/apresentacoes/MANUAL.pdf

 

Fonte: CNJ

ASCOM – TJMMG