Escola Judicial do TJMG: vice-presidente dá posse coletiva

20/07/2012 14h18 - Atualizado em 20/07/12 14h18

 

O desembargador José Antonino Baía Borges, 2° vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e superintendente da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), deu posse coletiva, em 13 de julho, a membros da Diretoria Executiva de Gestão da Informação Documental (Dirged) e da Diretoria Executiva de Desenvolvimento de Pessoas (Dirdep) do órgão.

Como diretores, foram empossados Mônica Sá (Dirdep) e André Borges Ribeiro (Dirged). Ainda, na Dirged, também tomaram posse Lindalva de Oliveira, na Assessoria Técnica para Gestão da Informação Documental (Asgid); Guacira de Oliveira, na Gerência de Arquivo e Tratamento da Informação Documental (Gearq); Cláudia Maria Pereira e Silva, na Gerência de Biblioteca, Pesquisa e Informação Especializada (Gedoc); e Fernando Baeta Amorim, na Coordenação de Indexação de Acórdãos e Organização de Jurisprudência (Coind).

De acordo com o diretor André Borges Ribeiro, a Dirged é responsável pela administração da informação documental no TJMG. São competências da diretoria, entre outras atribuições, a indexação de acórdãos; a alimentação do banco de sentenças; a publicação da revista Jurisprudência Mineira e de boletins de informações técnicas; o gerenciamento das bibliotecas do Tribunal; a administração da base de atos normativos internos; o serviço de pesquisa para magistrados e gestores; o gerenciamento de arquivos da segunda instância; a digitalização e a microfilmagem de documentos; a orientação sobre questões arquivísticas no âmbito da primeira instância; e a implantação do Sistema de Informação da Gestão Eletrônica (Siged).

Por sua vez, a diretora Mônica Sá manifestou sua grande satisfação em ser empossada para o cargo de direção de uma das áreas estratégicas do TJMG, que visa a garantir o desenvolvimento contínuo de pessoas para contribuir com a qualidade e a eficiência da prestação jurisdicional. De acordo com a diretora, entre as competências da Dirdep está a realização de concursos para ingresso na magistratura; para a outorga de delegações de notas e registros do Estado de Minas Gerais; e para o provimento de cargos do quadro de pessoal da Justiça de Primeira Instância e da Secretaria do Tribunal de Justiça.

São também atribuições da Dirdep, explica Mônica Sá, o desenvolvimento de ações de capacitação voltadas à formação inicial e continuada de magistrados, servidores e colaboradores da Justiça; a lotação e a movimentação de servidores da Secretaria do TJMG; o acompanhamento do desempenho e a administração do plano de carreiras dos servidores da Instituição; e a seleção, a contratação e o acompanhamento de estagiários.

 

20/07/2012

 

Fonte: Portal do TJMG / EJEF

 

Ascom – TJMMG