Nova diretoria do IAMG toma posse

15/03/2012 00h00 - Atualizado em 15/03/12 00h00
09/03/2012
 
"Para os associados do Instituto dos Advogados de Minas Gerais e pessoas ligadas ao Direito no Estado, a última sexta-feira, 9 de março, foi marcada por comemorações, despedidas e mudanças. Pois, na mesma noite, foram celebrados os 97 anos da instituição, entregue a Medalha do IAMG, diplomados os novos associados e empossada sua nova diretoria.

O novo presidente do IAMG, Luiz Ricardo Gomes Aranha, acredita que deverá ter uma gestão relativamente tranquila nos próximos anos, uma vez que seu antecessor, José Anchieta, de quem foi vice-presidente, abriu o caminho para criação de novas seccionais do Instituto no interior de Minas, manteve a publicação da Revista IAMG, realização de cursos e palestras, entre outras ações que Gomes Aranha pretende dar continuidade e ampliar.

À frente do IAMG por seis anos, José Anchieta explicou que os avanços obtidos nesse período só foram possíveis devido às parceiras com diversas instituições como a Amagis, PUC Minas, veículos de comunicação, Automóvel Clube. Anchieta agradeceu à diretoria do IAMG, cujos membros, de acordo com ele, foram importantes para realimentar a história da instituição, preservando sua missão de cuidar da ciência da jurisprudência e a particularidade de o Instituto ser um órgão para todas as carreiras jurídicas. Natural de Santa Bárbara, na região central de Minas, foi homenageado com um quadro do Hotel Quadrado, que compõe o centro histórico da cidade, de autoria do desembargador José Marcos Vieira.

Representando o governador em exercício, Alberto Pinto Coelho, a secretária de Estado da Casa Civil e de Relações Institucionais, Maria Coeli Simões Pires, que, assim como o governador Antonio Anastasia, é associada ao IAMG, lembrou do professor Paulo Neves de Carvalho, para quem o Direito deveria ser compreendido como Direito vivo, que deve servir à vida. E, para Maria Coeli, o Instituto preserva um Direito que serve. A secretária disse ainda que o ex-presidente Anchieta, pelo que representou e representa, é palavra viva, pois faz história e multiplica o entusiasmo que existe dentro das pessoas. E para ela, o novo presidente, Gomes Aranha, com seu incansável trabalho de preservação da história de Minas e do Direito, passa a fazer memória, tendo gravada sua atuação para a história do Direito do Estado e do país.

Agraciado com a Medalha do IAMG, o presidente da Amagis, juiz Bruno Terra, desejou à nova diretoria o mesmo sucesso, acolhimento e realizações, quanto obtido pela gestão anterior, capitaneada por José Anchieta. Para Bruno Terra, é importante o culto ao Direito em uma Casa criada com essa finalidade e que congrega advogados, membros do Ministério Público, magistrados e profissionais do Direito no seu sentido amplo.

Também foram condecorados com a medalha Jacob de Castro Máximo (advogado), que falou em nome dos homenageados, João Batista Villela (magistério jurídico), Tomás de Aquino Resende (Ministério Público), Jairo Lellis (Polícia Civil), Bruno Azalim Rodrigues da Costa (servidor da Justiça) e Geraldo Dias de Moura Oliveira in memoriam (homenagem especial). Na ocasião também foi lançado, pelo Colégio de Presidentes dos Institutos de Advogados do Brasil, o livro O Novo Processo Civil."

 
Fonte: Jusbrasil.com.br