Obras raras na Internet

29/11/2007 15h11 - Atualizado em 29/11/07 15h11

A Biblioteca Digital Jurídica (BDJur) do Superior Tribunal de
Justiça oferece aos internautas a íntegra de obras raras em seu site.
Foram digitalizados cerca de 130 dos 1.850 exemplares da Coleção de
Obras Raras da Biblioteca Ministro Oscar Saraiva. Trata-se de um
serviço pioneiro entre as bibliotecas jurídicas do país. O destaque
fica por conta dos livros de renomados juristas brasileiros e
estrangeiros que contribuíram para o desenvolvimento da ciência
jurídica. São obras que datam desde 1.657 até o início do século XX.

Até o final do ano, 50 mil folhas de obras raras na área do
Direito estarão disponíveis na internet. Trata-se da primeira parte do
acervo da biblioteca que está sendo digitalizado.

Entre os destaques, estão as obras “À Margem do Direito:
Ensaio de Psychologia Jurídica”, de autoria do renomado jurista Pontes
de Miranda, datada de 1912, e “Dualidade da Justiça no Districto
Federal; confronto judiciário brasileiro, argentino e americano”, de
Enéas Galvão, de 1907, um estudo que demonstra a peculiaridade da
Justiça no Distrito Federal, antigo município neutro do Império e então
capital da República.

O caminho que dá acesso às obras raras inicia pelo acesso ao
site da BDJur, em http://bdjur.stj.gov.br, clicando em “Coleções”, no
topo central da página inicial e depois em “Obras Raras”.

 

 

Fonte: STJ