Projeto Estratégico Casa Nova

10/04/2012 14h02 - Atualizado em 10/04/12 14h02
A mudança das sedes da Justiça Militar mineira, no menor prazo e com qualidade suficiente, irá favorecer o atendimento eficiente e eficaz ao público externo, além de melhorar as condições de trabalho digno e motivadoras ao servidor. 

Porém, para efetivar a mudança, torna-se necessária a sinergia de esforços dos magistrados e servidores, dada à complexidade do processo de transição e o sentimento de envolvimento que se deseja promover com relação à nova sede.

Nesse sentido, o presidente do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais, juiz Cel PM Osmar Duarte Marcelino, designou, além do fiscal da obra e do fiscal do contrato, servidores específicos para determinadas tarefas.

Esses servidores designados, que foram consultados previamente e aceitaram voluntariamente os encargos, sem prejuízo de suas atividades rotineiras, ficarão responsáveis por apresentar sugestões para otimizar a climatização, os elevadores, a identificação visual, a prevenção de incêndios e situações de pânico na edificação.

Também composta por servidores voluntários, nos próximos dias, será designada uma comissão mista, integrada por servidores da 1ª e 2ª Instâncias, para colaborar na busca de soluções para a transição dos procedimentos e dos móveis da Justiça Militar estadual para o novo endereço.

10/04/2012

ASCOM