Ambientar levanta reflexões sobre Comunicação Não Violenta e desafios do judiciário na contemporaneidade

23/01/2024 18h05 - Atualizado em 24/01/24 15h52

A palestra “Desafios do judiciário na contemporaneidade”, proferida pelo diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), professor Hermes Vilchez Guerrero, marcou mais um dia de atividades do Programa Ambientar, que recepciona os seis novos juízes de Direito substitutos da Justiça Militar. A palestra foi realizada nesta terça-feira, 23, quando a programação contou também com a presença do juiz Luiz Carlos Rezende e Santos, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que falou sobre o trabalho da Associação dos Magistrados Mineiros – Amagis, instituição a qual preside.

O Programa Ambientar é uma iniciativa da Escola Judicial Militar do Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais (EJM/TJMMG) que reúne, desde o dia 15 deste mês, diversas palestras relacionadas à prática jurisdicional nessa justiça especializada e à compreensão do funcionamento e fluxos administrativos. A ideia é introduzir os novos magistrados da Justiça Militar mineira à rotina e aos desafios que enfrentarão no trabalho.

Nesta segunda semana de programação, os juízes participaram de encontros com a servidora Ana Carolina de Mattos, gerente da 3ª Auditoria da Justiça Militar (3ª AJME), que na segunda-feira, 22, falou sobre “Atividades administrativas nas Auditorias”. No mesmo dia, a também servidora Roselmiriam Santos Rodrigues explanou acerca de “Tecnologia da Informação e Comunicação no TJMMG”, tema relacionado ao setor do qual é diretora executiva.

Já nesta terça-feira, os trabalhos foram iniciados pela manhã refletindo sobre “Comunicação Não Violenta e relações interpessoais”, abordado pela advogada Elaine Cristina da Silva, seguida pela participação do professor Hermes Vilchez Guerrero e do juiz Luiz Carlos Rezende e Santos.

A programação do Ambientar segue durante ao longo da semana. “E-proc, tramitação processual, minutas, relatórios, Metas Nacionais, TPU, CNJ” são os pontos da palestra de Thiago Duarte ao longo de toda a quarta-feira, 24. Já a quinta e sexta-feiras, dias 25 e 26, serão dedicadas a refletir sobre “O magistrado e a Linguagem Simples no Judiciário”, com José Fernando Rocha e Márcia Ditzel. O Programa Ambientar se estende até o dia 16 de fevereiro.

Texto: Esperança Barros
Ascom/TJMMG