Dezembro Vermelho dissemina informação acerca do HIV, Aids e outras IST

04/12/2023 16h26 - Atualizado em 04/12/23 16h27

O Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais (TJMMG) adere este ano à campanha Dezembro Vermelho, uma grande mobilização nacional na luta contra o vírus HIV, a Aids e outras IST (infecções sexualmente transmissíveis). A campanha visa divulgar formas de prevenção, assistência e proteção dos direitos das pessoas com o HIV e outras infeções, em especial busca combater o preconceito que ainda envolve o tema.

A Aids é a doença causada pela infecção do Vírus da Imunodeficiência Humana (em inglês a sigla HIV), que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+, e o vírus é capaz de alterar o DNA dessa célula, fazendo cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

Os pacientes soropositivos, que desenvolvem ou não Aids, podem transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação, desde que não tomem as devidas medidas de prevenção ou não façam o tratamento com os medicamentos antirretrovirais, distribuídos gratuitamente pelo SUS.

O SUS também disponibiliza tratamento gratuito para as Infecções Sexualmente Transmissíveis, que são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos. A sigla reúne herpes genital, cancro mole (cancroide), HPV, Doença Inflamatória Pélvica (DIP), donovanose, gonorreia e infecção por clamídia, linfogranuloma venéreo (LGV), sífilis, infecção pelo HTLV e tricomoníase. Assim como o HIV, a transmissão de uma IST pode acontecer da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação, caso não sejam tomadas as medidas preventivas cabíveis em cada caso.

Mobilização – O Dezembro Vermelho foi criado pela Lei nº 13.504/2017, do governo federal, e prevê um conjunto de atividades e mobilizações relacionadas ao enfrentamento do HIV/Aids e das demais IST, em consonância com os princípios do Sistema Único de Saúde, de modo integrado em toda a administração pública, com entidades da sociedade civil organizada e organismos internacionais.

No âmbito do TJMMG, a adesão à campanha é uma iniciativa da Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável (CGPLS) e do Comitê Gestor Local de Atenção Integral à Saúde de Magistrados e Servidores da Justiça Militar de Minas Gerais.

Texto: Edição Esperança Barros, a partir de texto da Biblioteca Virtual em Saúde, do Ministério da Saúde
Arte & Design: Gustavo Cândido
Ascom/TJMMG