TJMMG conquista selo Diamante no Prêmio CNJ de Qualidade

05/12/2023 11h10 - Atualizado em 27/12/23 15h04

O Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais (TJMMG) é Diamante no Prêmio CNJ de Qualidade 2023. A conquista inédita foi anunciada na manhã desta terça-feira, 5, durante o 17° Encontro Nacional do Poder Judiciário, este ano sediado em Salvador (BA).

Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ

O Prêmo CNJ de Qualidade é um reconhecimento quanto à excelência na gestão e no planejamento administrativo e judiciário entre todos os tribunais do país, e é dividido em quatro eixos principais: governança; produtividade; transparência; dados e tecnologia. Utiliza-se uma metodologia de avaliação dos tribunais sob o olhar do acompanhamento das políticas judiciárias, eficiência, gestão e organização de dados, e em cada segmento de justiça os tribunais melhor posicionados recebem o selo “Diamante”, “Ouro” e “Prata”.

Juiz Orlando Eduardo Geraldi (TJMSP), Desembargador Militar Fábio Duarte Fernandes (TJMRS), Desembargador Militar Sergio Antonio Berni de Brum (TJMRS) e Desembargador Rúbio Paulino Coelho (TJMMG), da esq. para dir.

E o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo TJMMG mostra uma evolução expressiva e contínua ao longo dos anos. Em 2020 e 2021 a Justiça Militar mineira conquistou o selo Prata, com 56,48% e 71,62% do cumprimento das metas, respectivamente. Em 2022, ao todo foram 52 requisitos avaliados, subdivididos em quase 170 itens, e o TJMMG chegou a 69,83%, alcançando o selo ouro no segmento Justiça Militar. Este ano foi além, e chegou a 87,4%, o que conferiu à Justiça Militar mineira o selo Diamante, um feito histórico.

“Isso é uma vitória de toda a administração da Justiça Militar. Em toda a política adotada para cumprimento de metas ou resoluções houve um avanço significativo da governança em nosso Tribunal, que saltou de um patamar e atingiu outro quase que de excelência”, comemora o presidente do TJMMG, desembargador Rúbio Paulino Coelho. “Quero agradecer a todos pelo empenho por este resultado extraordinário, pelo trabalho, pelo comprometimento, pela responsabilidade, e tenho certeza de que vamos seguir por este caminho de crescimento ainda em 2023 e no ano que vem, com a continuidade dos trabalhos. Com tanta coisa que está sendo realizada, nós vamos colher muitos frutos em 2024 e nos anos seguintes, porque entendo que esse trabalho é uma continuidade de uma administração. E o Tribunal vai assim continuar crescendo e dando excelentes resultados”, projeta.

Qualidade – Esta é a segunda premiação do TJMMG conquistada este ano. No mês de agosto a Justiça Militar mineira também ficou no primeiro lugar entre os tribunais militares no Ranking da Transparência do Poder Judiciário, mais uma iniciativa do CNJ.

O Ranking da Transparência valoriza os tribunais e conselhos que mais se destacam no fornecimento de informação de maneira clara e organizada. Os itens sob avaliação estão distribuídos em nove temas compostos por 84 perguntas. Em 2022, o TJMMG alcançou 94,23% das metas atendidas; e, em 2023, mantém-se no topo com 96,10%.

“O Judiciário como um todo tem trabalho muito para termos uma Justiça aberta, democrática, dinâmica, condizente com as profundas transformações sociais. Enfim, uma Justiça que busca se esmerar a cada dia para tornar-se mais célere, mais efetiva, centrada nos anseios dos jurisdicionados”, disse, na entrega do Prêmio CNJ de Qualidade, o conselheiro Richard Pae Kin, presidente da Comissão Permanente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do CNJ. “A avaliação mostrou que estamos no caminho certo, com o trabalho realizado pelas magistradas e magistrados, servidoras e servidores que cumprem suas missões diariamente com dedicação e afinco. A consequência de todo o esforço desses que hoje são premiados e homenageados é uma só: a melhoria da prestação judicial em favor de nosso cidadão”, pontuou.

O conselheiro do CNJ compôs a mesa de honra do prêmio ao lado do presidente do CNJ, ministro Luis Roberto Barroso, e de outras autoridades do judiciário nacional, como o presidente do Superior Tribunal Militar, ministro Francisco Joseli Parente Camelo.

Assista à solenidade na íntegra aqui.

Texto: Esperança Barros

Arte: Gustavo Cândido
Ascom/TJMMG